Diagnóstico precoce do câncer aumenta as chances de cura

Com a mamografia é possível identificar nódulos nas glândulas mamárias

Diagnóstico precoce do câncer aumenta as chances de cura
Diagnóstico precoce do câncer aumenta as chances de cura
Classificação do Usuário: 0 (0 votos)

O Câncer de Mama é um dos tipos de câncer que mais atinge as mulheres no Brasil e no mundo, segundo a Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer. Este tipo de câncer se caracteriza pela proliferação anormal de células da glândula mamária, até que elas formem um nódulo. Os tumores podem ser benignos, que não apresentam risco à saúde, ou malignos, que são perigosos, podendo crescer e invadir tecidos e órgãos vizinhos, eventualmente se espalhando para outras partes do corpo. A doença atinge mais as mulheres, mas os homens, em uma quantidade muito menor, também são vítimas desse tipo de câncer. O grupo de risco se caracteriza por mulheres acima dos 50 anos, com histórico de câncer na família, ocorrência de tumores primários como o câncer de ovário, do endométrio e de cólon, obesidade e uso excessivo de cigarro e álcool. Outros fatores podem aumentar as chances de desenvolver tumores na região mamária, como primeira menstruação antes dos doze anos, menopausa após os 55 anos, primeira gravidez após os 30 anos e uso de contraceptivos orais e de terapia de reposição hormonal pós-menopausa, especialmente se for por tempo prolongado.

Realizar a mamografia não apresenta nenhum risco à saúde da mulher. E questões culturais como vergonha do médico(a) ou ciúmes do marido devem ser superadas, uma vez que os cuidados com a saúde significam mais qualidade de vida e bem-estar para qualquer pessoa.

O tratamento pode ser cirúrgico, radioterápico ou quimioterápico. A cirurgia retira o tumor maligno. A quimioterapia é o tratamento medicamentoso, geralmente realizada após a cirurgia para conter a multiplicação das células cancerígenas. Nos casos de tumores benignos, somente a cirurgia é realizada, se for necessário. Existem vários protocolos de tratamento que dependerão de diversas condições como as relacionadas às características do tumor e à presença ou não de câncer em outras áreas do corpo.

Quando o assunto é algum nódulo ou tumor na mama, o diagnóstico precoce é o principal aliado no tratamento. Por isso, a recomendação do Ministério da Saúde é que todas mulheres devem fazer o auto-exame e a partir dos 40 anos façam a mamografia pelo menos uma vez por ano. Com este exame é possível identificar qualquer anormalidade na mama e eventualmente se faz necessário a complentação com ultrassom ou ressonância magnética.

Dr. Aldo Benedeti Junior (Diretor Técnico) na IDX – CRM 88214 Ressonãncia Magnética – Mamografia Digital – Ultrassoografia
Avenida Dom Nery, 300 – Vila Embaré – Valinhos
19 3829-5090 | 99969-5090 – idximagem.com.br