Honda City EXL 2018

Honda City EXL 2018
Honda City EXL 2018
Classificação do Usuário: 0 (0 votos)

Um dos veículos que inaugurou esse segmento é o Honda City, cuja geração atual chegou ao Brasil em 2015, tendo se provado um sucesso entre os consumidores. Com baixos custos de manutenção e powertrain eficiente e confiável, ele se configurou como a porta de acesso aos sedãs da Honda.

Nesta linha 2018 o City mantém as tradicionais características de bom espaço e acabamento, e agrega recursos de tecnologia e conveniência, além de um exterior mais elegante. Nesta atualização do ano modelo de 2018, a Honda deu ao City um visual mais sofisticado, com a dianteira mais proeminente, faróis maiores, uma nova grade frontal “Solid Wing Face” e luzes diurnas LED (DRLs).

O interior tem um design minimalista, onde tudo está onde deveria estar – o que contribui para um layout ergonômico. Todas as versões do City 2018 vem com uma direção com assistência elétrica com ajuste em altura e profundidade, associado ao assento do motorista totalmente ajustável. Os bancos dianteiros são grandes e largos, e oferecem ótimo apoio lateral para motorista e passageiro. O espaço no porta-malas é excelente – de 536 litros-, e no interior idem – graças ao entre eixos de 2,6 metros, até três adultos se acomodam na traseira.

De série, o City vem equipado com um sistema de informação e entretenimento com tela de 7 polegadas, sistema de navegação integrado e capacidade de espelhamento de tela de smartphone via Android Auto e Apple CarPlay. É muito fácil conectar o telefone ao sistema via Bluetooth, e a conexão no console central oferece carga. Além disso, ele traz seis airbags, ar-condicionado digital de zona única de climatização, volante multifuncional, piloto automático, e múltiplos porta-objetos, sendo o central, do descansa braço, com revestimento inferior em feltro.

Sob o capô

Motor de quatro cilindros i-VTEC 1,5 litros, que produz 115 cavalos e 15,2 Kgfm de torque com gasolina, e 116 cavalos/15,2 Kgfm com etanol, associado com uma transmissão automática continuamente variável (CVT), com opção S, e 7 marchas simuladas. A tração é dianteira. Ele é ágil em cidade e estrada, embora quando se exige o motor, o ruído invade a cabine com desenvoltura, sobretudo quando a transmissão procura rotações mais elevadas. A maior parte de sua potência está na faixa de média a alta rotação, mas ainda assim tem uma boa resposta, e o sistema i-VTEC deixa o City agradável em uso urbano em baixos regimes.

Fernando A. De Gennaro
Jornalista, Piloto de Testes e Instrutor de Direção Preventiva e Defensiva.
degennaromotors.blogspot.com
“O De Gennaro Motors traz as principais notícias do setor automobilístico, além de avaliações com automóveis, coberturas de corridas e lançamentos da indústria automobilística nacional e internacional.”