Olimpíadas Rio 2016

Olimpíadas Rio 2016
Olimpíadas Rio 2016
Classificação do Usuário: 0 (0 votos)

Nos dias 5 a 21 de agosto presenciamos o maior evento esportivo do mundo em nosso país. Os Jogos da XXXI Olimpíada Rio 2016 foram uma verdadeira festa do esporte e uma grande celebração da nossa cultura. Confira abaixo alguns dos momentos mais marcantes dessa Olimpíada histórica:

Cerimônias de abertura e encerramento: A tensão e desconfiança com relação à organização da Olimpíada no Brasil era muito grande. Mas já na abertura, o Brasil deu show, com cerimônias que ressaltaram nossa cultura. Ambas foram muito elogiadas pela imprensa internacional e encheram de orgulho todos os brasileiros. Coube a Vanderlei Cordeiro de Lima, bronze na Olimpíada de Atenas-2004, a honra de acender a pira olímpica.

Isaquias Queiroz: O baiano de Ubaitaba escreveu mais um belo capítulo de sua sofrida e vencedora história e marcou seu nome no esporte brasileiro. Com duas medalhas de prata e uma de bronze nesses jogos olímpicos, Isaquias se tornou o maior medalhista brasileiro em uma única edição dos jogos e teve a honra de ser o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento.

Supermedalhistas: A Rio 2016 contou com algumas lendas do esporte que marcaram mais uma vez ou pela primeira vez seus nomes na história dos jogos olímpicos. Os maiores medalhistas desta edição foram Michael Phelps, maior medalhista olímpico da história, que se aposentou logo após a Olimpíada, com o incrível número 28 medalhas olímpicas, sendo 5 ouros e 1 prata na Rio 2016. Katie Ledecky e Simone Biles fecham o Top 3, com 4 ouros e 1 bronze cada. Além desses três gigantes olímpicos americanos, não podemos deixar de citar Usain Bolt, que conquistou 3 medalhas de ouro e encerrou sua histórica olímpica sem perder sequer uma prova.

Thiago Braz:  Paulista de Marília, Thiago Braz conquistou o primeiro ouro olímpico brasileiro no salto com vara. No embalo da torcida, Thiago Braz fez o Engenhão tremer com seu feito incrível e surpreendeu a todos vencendo o favorito e até então atual campeão olímpico Renaud Lavillenie e batendo o recordo olímpico.

Vôlei Masculino: A equipe brasileira fez uma primeira fase de altos e baixos, correndo inclusive o risco de eliminação contra a França. Mas no mata-mata a equipe encaixou e, em uma repetição da final de Atenas 2004, onde havíamos conquistado pela última vez o ouro olímpico, batemos a Itália por 3×0 e conquistamos o tricampeonato olímpico.

Futebol Masculino: Liderados por Neymar, os meninos brasileiros passaram por uma primeira fase instável, mas deram a volta por cima e, em um Maracanã completamente lotado, bateram a Alemanha por 5×4 nas cobranças de pênaltis, conquistando a tão sonhada medalha de ouro